• Sobe para 20 infectados pelo covid-19 em Moçambique, dois na Cidade de Pemba e mais um em Afungi


    Moçambique tem, a partir desta sexta-feira (10), “20 casos diagnosticados como positivos, sendo 12 de transmissão local e oito importados”, revelou o diretor-geral do Instituto Nacional de Saúde (INS) que precisou “dois estão na Cidade de Pemba e um está no acampamento em Afungi”, todos doentes de COVI-19 tem sintomas leves e estão em isolamento domiciliar.

    O Dr. Ilesh V. Jani anunciou ainda a cura de mais um moçambicano que tinha estado infectado pelo novo coronavírus na Cidade de Maputo. “Três destes casos positivos foram diagnosticados nas últimas 24 horas como resultado da investigação em curso sobre o caso índex proveniente de Afungi”, anunciou em conferência de imprensa o Dr. Jani.

    Jani recordou "no dia 2 de Abril de 2020 anunciamos o registo de um caso diagnosticado positivo para o coronavírus em Afungi, na Província de Cabo Delgado. No dia 8 de Abril apresentamos os resultados da investigação sobre os contatos dos primeiros casos positivos confirmados na Província de Cabo Delgado que permitiu a identificação de 66 contatos, dos 52 encontram-se em Moçambique, sendo 35 em Afungi e 17 fora do acampamento”.

    “No dia de 8 de Abril anunciamos os resultados da testagem de 41 contatos e dissemos que trabalhávamos no sentido da realização da testagem dos restantes onze contatos, hoje gostaríamos de informar que desses contatos, sendo cinco no acampamento em Afungi e seis na Cidade de Pemba, já foram submetidos à testagem que resultou em oito casos negativos e três positivos. Destes três casos positivos, dois estão na Cidade de Pemba e um está no acampamento em Afungi”, detalhou o director-geral do INS.

    O Dr. Ilesh V. Jani indicou que “os indivíduos identificados positivos apresentam todos sintomatologia ligeira e por isso estão em isolamento domiciliar e a serem acompanhados pelas autoridades sanitárias locais”, e que dos três novos casos positivos “estão já em seguimento 145 contatos”.

    Os novos infectados são trabalhadores da petrolífera Total, que lidera o projeto Mozambique LNG de exploração de gás natural na Área 1 da Bacia do Rovuma, “são do sexo masculino, de nacionalidade moçambicana, dois deles estão no meio da casa dos 30 e um no início da casa dos 50 anos de idade” e não foi possível identificar de que indivíduo contraíram o novo coronavírus, “o que nós aqui encontramos (em Afungi) é um grupo de transmissão”, clarificou o responsável da instituição pública que realiza os testes e lidera os epidemiologistas moçambicanos.

    De acordo com Dr. Jani os 145 contatos dos primeiros sete cidadãos que contraíram o COVID-19 no acampamento da Total “estão em Cabo Delgado, em Pemba, em Afungi, em Nampula e temos também em Maputo”.

    “O mapeamento dos contatos dos três novos casos positivos está em curso, portanto este número de contatos vai aumentar e mostra como as cadeias de transmissão a partir de um caso ficam complexas, em várias partes do país, sublinhando as medidas de higiene, de distanciamento social e de diminuição da circulação”, explicou o director-geral do INS que enfatizou “a maior parte destas transmissões, a nosso ver, ocorreram quando os indivíduos estavam assintomáticos ou pré-sintomáticos”.

    Relativamente ao caso suspeito de COVID-19 no Distrito de Mocuba o Dr. Ilesh V. Jani afirmou “trabalhamos com a Direção de Saúde da Zambézia, com os serviços distritais de saúde, para fazer esta investigação, este indivíduo não é um contacto de nenhum dos casos positivos, é um trabalhador no campo de Afungi, faz hoje 14 dias que regressou, está em auto-quarentena domiciliar, a nosso ver e pela avaliação das autoridades sanitárias locais não tem sintomas, no entanto uma amostra foi colhida nesta quinta-feira (9) e encontra-se a caminho do INS onde será testada”.

    Ainda nesta sexta-feira (10) foi revelado que um segundo cidadão moçambicano, que fez o tratamento em isolamento na sua residência na Cidade de Maputo, ficou curado do novo coronavírus.

    Fonte: @Verdade Online
  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    SAIBA COMO AJUDAR

    Clique no link ao lado e confira com mais detalhes como você pode ajudar a Agência Missionária de Assistência Social a divulgar o Evangelho de Jesus Cristo e ajudar as famílias nas Aldeias da África.

    ENDEREÇO

    Rua José Bem-Vindo da Rosa, nº 174, Campos dos Goytacazes/RJ

    EMAIL

    projetoamas@hotmail.com
    projetoamasoficial@gmail.com

    CELULAR

    +55 22 99736-3130

    ORGANIZADORES

    Ezequias Samuel,
    Felipe Samuel,
    Cassiane Rosa,