Filipe Nyusi prorroga decreto de estado de emergência em Moçambique

Filipe Nyusi prorroga decreto de estado de emergência em Moçambique


O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, decretou hoje a prorrogação do estado de emergência até 30 de maio, devido à pandemia provocada pelo novo coronavírus, para evitar uma eventual pressão sobre o sistema de saúde do país.

Apesar de não haver um confinamento obrigatório, o chefe de Estado moçambicano pediu a todos os cidadãos para que optem por não sair, sem ser por motivos essenciais. "Em palavras simples digo: Vamos ficar em casa", disse Presidente moçambicano, numa declaração à nação transmitida pela Televisão de Moçambique e Rádio de Moçambique.

Moçambique, que vive em estado de emergência desde 01 de abril, conta com um total de 76 casos registados, sem vítimas mortais. A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de Covid-19 já provocou mais de 217 mil mortos e infetou mais de 3,1 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Perto de 860 mil doentes foram considerados curados. A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Fonte: Euronews