Projeto Amas

Agência Missionária de Assistência Social

Quem Somos

A Agência Missionária de Assistência Social uma organização missionária sem fins lucrativos e interdenominacional, que tem por finalidade a divulgação do evangelho de Jesus Cristo

Também enviamos ajuda social aos moradores das aldeias de Moçambique e Malawi, e de outros paí­ses que estejam ao alcance da organização no continente africano.

  • CEP: 28175-000 (Rio de Janeiro)
  • +55 (22) 99841-9087
  • projetoamas@hotmail.com
  • projetoamas.com
Me

Nosso Foco

Contribuir com a evangelização do continente africano, através da mobilização e capacitação dos cristãos, e em cooperação com as igrejas e outras instituições evangélica.

Enviar missionários dando todo o suporte necessário, em fidelidade à palavra de Deus.

Visar a excelência no preparo de obreiros para ter uma igreja madura e consolidada, uma igreja que pode evangelizar seu próprio povo de forma efetiva.

Conheça mais sobre o Projeto Amas e nos ajude com orações e contribuições a levar o Evangelho, cumprindo o Ide de Cristo!

Evangelismo

Pregação da vida e ressurreição de Cristo, como o íºnico, suficiente e eterno Salvador e Único Caminho para a vida eterna.

Discipulado

Estudos Bíblicos transmitindo os ensinamentos Palavra a fim de solidificar do crescimento espiritual dos irmãos.

Capacitação

Realizamos seminários a fim de preparar irmãos para continuarem a obra de Cristo de forma leal à sua Palavra

Doação de Bíblias

Com o valor de R$25,00 compramos Bíblias nos dialetos das aldeias para os irmãos terem acesso a Palavra de Deus.

Construção de Templos

Ajudamos os irmãos com materiais para a substituição das igrejas feitas de capim seco e palha por templos de alvenaria.

Doação de Alimentação

Mensalmente, compramos e distribuímos mais de 3,5 kg de milho (item base da alimentação) para as famílias das igrejas.

125
Aldeias Assistidas
55
Visita às Igrejas
+12 mil
Bíblias Arrecadadas
10
Seminários
  • Aviões da Força Aérea Brasileira Levam ajuda a Moçambique

    Aviões da Força Aérea Brasileira Levam ajuda a Moçambique



    A missão comanda pela Força Aérea Brasileira (FAB) conta com 40 agentes, tanto da Força Nacional quanto bombeiros de Minas Gerais. Dois aviões da Força Aérea Brasileira levam ajuda às vítimas do ciclone Idai, que atingiu Moçambique há duas semanas.

    Já são mais de 700 mortes confirmadas.



  • Brasil, Moçambique e Malawi: uma relação de amor e fé

    Brasil, Moçambique e Malawi: uma relação de amor e fé


    Ser mantenedor da AMAS é fazer conosco a obra que fomos chamados: contribuir com a evangelização do continente africano e ajudar socialmente através da mobilização e capacitação dos cristãos. Tudo isso em cooperação com as igrejas e outras instituições evangélicas no envio e apoio aos missionários em fidelidade à Palavra de Deus.

    Empenho na busca pela excelência no preparo de obreiros para ter uma igreja madura e consolidada, uma igreja que pode evangelizar seu próprio povo de forma efetiva.
    Juntos iremos mais longe!
  • Número de mortos após passagem de ciclone na África passa de 700

    Número de mortos após passagem de ciclone na África passa de 700




    Organização das Nações Unidas (ONU) alerta para novas enchentes; tempestade atingiu seriamente Moçambique, Zimbábue e Malawi.

    O número de mortos após a passagem do ciclone Idai subiu para 446 em Moçambique, segundo o ministro de meio ambiente do país, Celso Correia. O ministro também afirmou que 531 mil pessoas foram afetadas, sendo 110 mil delas no campo. A tempestade também matou 259 pessoas no Zimbábue, e 56 no Malawi.

    Nos três países, os sobreviventes estão cavando escombros para procurar vítimas e buscando por abrigo, comida e água, enquanto governos e agências de ajuda correm para ajudar.







  • Ciclone Idai atinge Moçambique, Malawi e Zimbabué.

    Ciclone Idai atinge Moçambique, Malawi e Zimbabué.






    Devido aos fortes ventos e chuvas, linhas de internet, Atenas de redes de celular foram destruídas.  Postes de de luz eléctrica caíram. A falta de água potável. Beira está em situação de  alerta vermelho, calamidade pública.

    A Cruz Vermelha Internacional indicou que pelo menos 400.000 pessoas estão desalojadas na Beira, considerando que se trata da "pior crise" do género em Moçambique.

    O número de mortos confirmados na sequência do ciclone Idai subiu para 242 em Moçambique e 139 no Zimbabwe, segundo dados oficiais  divulgados pela Organização das Nações Unidas (ONU).

    As únicas estimativas conhecidas do Malawi continuam inalteradas, em 56 mortos e 177 feridos.





  • Tragédia | Ore pela África.

    Tragédia | Ore pela África.



    O número de vítimas fatais já passa de 300 no sudeste da África (Moçambique, Malawi, Zimbábue, Madagascar e África do Sul). A maior parte das vítimas são de Moçambique onde a segunda maior cidade deste país, cidade de Beira (capital da província de Sofala, população de 533 mil pessoas), está com 90% do seu território devastado. Há centenas de desaparecidos.

    A situação é de calamidade extrema na região já que existe vários locais povoados que ficaram completamente inacessíveis deixando seus moradores em situação de grande vulnerabilidade. Segundo a Cruz Vermelha o número de vítimas e desaparecidos deve aumentar significativamente uma vez que ainda não possuem a dimensão real dos impactos.

    O governo moçambicano acredita que os números de mortos podem passar de 1000 (fora o número de mortos dos outros países).
    Fonte: imagens retiradas do Jornal online britânico Independent, da cidade de Beira.






  • Igreja em Chiúta (Moçambique)

    Igreja em Chiúta (Moçambique)



    Louvor: O Sangue de Cristo jamais acaba a Força
    Em português e dialeto moçambicano.
  • Quem irá ajudá-lo? Será você?

    Quem irá ajudá-lo? Será você?


    Dez ambiciosos missionários colocaram suas vidas em risco: Um parou para calcular o custo; e então sobraram nove. Nove missionários em potencial, preocupados com o destino do mundo: Um achou que era velho demais; e então restaram oito. Oito missionários estudiosos aprenderam a pregar sobre o céu: 

    Um preferiu ser fazendeiro; e então ficaram sete. Sete sinceros missionários partiram em direção ao arado: Um não conseguiu apoio; e então ficaram seis. Seis ansiosos missionários desejando muito chegar: Um cansou de esperar, pelo visto, e então ficaram cinco. Cinco missionários idealistas chegaram ao solo estrangeiro: Um sofreu "choque cultural"; e então ficaram quatro.

    Quatro sérios missionários, tão ocupados quanto possível: Um não manteve o casamento; e então ficaram três. Três missionários cansados tentando não ficar tristes: Um não voltou das férias; e então ficaram dois. Dois missionários maduros louvaram a Deus pelo que tinham feito: Um foi chamado à glória, e então só resta um.

    Um missionário idoso fazendo o que pode fazer. Mas o trabalho é muito grande.
    Quem irá ajudá-lo? Será você? 
  • Moçambique decreta alerta vermelho por causa de fortes chuvas que atingem o país

    Moçambique decreta alerta vermelho por causa de fortes chuvas que atingem o país



    Moçambique decreta alerta vermelho devido ao efeito das chuvas que continuam a matar e a desalojar populações no centro do país. Muitas famílias perderam seus bens e algumas residências desabaram e outras ficaram destruídas devido ao transbordo das águas do Rio Rovubwe através das chuvas que caem desde o dia 06 de março.

    Aproximadamente 103 mil pessoas foram afetadas pelas cheias na região centro e norte de Moçambique (Tete, Niassa e Zambézia). Até o momento, 15 mortes foram registradas, mais de 17 mil pessoas tiveram que ser deslocadas e abrigadas em 15 centros de trânsito. 
    Segundo os veículos de comunicação, ainda existem pessoas desaparecidas.

    Fonte: Nações Unidas Moçambique









  • Crianças aldeia de Salambidue (Malawi)

    Crianças aldeia de Salambidue (Malawi)



    Missões para interior da África. Plantando igrejas nas aldeias.
  • SAIBA COMO AJUDAR

    Clique no link ao lado e confira com mais detalhes como vocên pode ajudar a Agência Missionária de Assistência Social a divulgar o Evangelho de Jesus Cristo e ajudar as famílias nas Aldeias da África.

    ENDEREí‡O

    Rua José Bem-Vindo da Rosa, nº 174, Campos dos Goytacazes/RJ

    EMAIL

    projetoamas@hotmail.com
    another@mail.com

    CELULAR

    +55 (22) 99841-9087,
    +55 (22) 99805-5714

    ORGANIZADORES

    Ezequias Samuel,
    Felipe Samuel,
    Cassiane Rosa,